Dois meses depois de demissão, Bustos critica Santos: ‘Não cumpriram o que prometeram’

Dois meses depois de demissão, Bustos critica Santos: ‘Não cumpriram o que prometeram’

Fabián Bustos deixou o Santos no início de julho deste ano, após uma série de resultados negativos, que cuminaram com a queda na Copa do Brasil para o Corinthians e da Copa Sul-Americana para o Deportivo Táchira. Dois meses depois de sua saída da Vila Belmiro, o treinador argentino abriu o jogo e criticou a diretoria do Peixe.

Em entrevista para um veículo equatoriano, Bustos afirmou que Rueda e seus pares não cumpriram com o que prometeram, principalmente no sentido de contratações. Dentre os jogadores que ele teria pedido estão Fernando Sobral, do Ceará, Byron Castillo, do Barcelona de Guayaquil e Alison, que estava na Arábia Saudita.

“Abel Ferreira, melhor treinador do Brasil, fala que a vida de um treinador no Brasil dura 3 meses. Eu durei 4 meses e meio. A verdade é que algumas coisas não deram certo porque não cumpriram o que prometeram, como por exemplo, trazer o Byron Castillo, o Alison, que estava no Oriente. Tinham prometido o Fernando Sobral, do Ceará, que não conseguiram trazer. Então, trouxeram Jhojan Julio e Ângulo, que não tinha sequência (de jogos). Ficou mais difícil”, comentou.

Após deixar o Santos, Bustos retornou ao Barcelona de Guayaquil, onde venceu seus dois primeiros jogos, por 5 a 3, contra o Macará, e por 3 a 1, sobre o Emelec.


 

Fernanda, do Santos, faz golaço de fora da área

TNT Sports

Autor

Deixe uma resposta