CPI da Covid ouve diretora-executiva de distribuidora supostamente envolvida em irregularidades

CPI da Covid ouve diretora-executiva de distribuidora supostamente envolvida em irregularidades
A CPI da Covid deve ouvir nesta terça-feira, 31, o depoimento da diretora-executiva da VTCLog, Andréia Lima. A empresa em questão foi contratada pelo Ministério da Saúde para armazenar e distribuir medicamentos, entre eles, vacinas. A VTCLog aparece, ainda, envolvida em negociações de compras de imunizantes contra a covid-19 que vêm sendo denunciadas na CPI.
Anteriormente, o depoimento previsto para a sessão desta terça seria de Ivanildo Gonçalves, motoboy que prestou serviço à VTCLog e teria feito saques milionários, considerados suspeitos. A mudança de depoente foi decidida pelo comando da CPI depois do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nunes Marques ter garantido a Ivanildo o direito de não comparecer à comissão.
Se preferir, o motoboy também poderá ir, acompanhado por um advogado, e permanecer em silêncio. Ainda de acordo a determinação da Justiça, Ivanildo não poderá ser submetido ao compromisso de dizer a verdade nem “sofrer constrangimentos físicos ou morais decorrentes do exercício dos direitos anteriores”.
Nas redes sociais, o vice-presidente da comissão de inquérito, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) se manifestou logo em seguida e informou que recorrerá da decisão.
“Pelo visto, a VTClog é realmente muito poderosa. Que segredos o motoboy esconde? Respeitamos a decisão do ministro Nunes Marques, mas iremos recorrer!”, publicou Randolfe.

BrasilO DiaRead More

Autor