Capitais do Sul avançam em competitividade

Pela primeira vez, Florianópolis fica em segundo lugar no Ranking de Competitividade dos Municípios, e Porto Alegre em quarto e Curitiba em sexto

A capital de Santa Catarina subiu uma posição em relação ao ano passado e agora é a segunda cidade mais competitiva do país

Florianópolis e Porto Alegre se tornaram mais competitivas do que em 2021 e seguem entre as dez cidades mais competitivas do país. Além disso, pela primeira vez, uma cidade da região ficou em segundo lugar no Ranking de Competitividade dos Municípios, realizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em parceria com a Gove e a Seall, em 415 cidades. Esses são alguns dos achados da edição mais recente do levantamento, e apresentados com exclusividade pelo Portal AMANHÃ.

A capital de Santa Catarina, Florianópolis, subiu uma posição em relação ao ano passado e agora é a segunda cidade mais competitiva do país. Já Porto Alegre subiu quatro posições e está na quarta colocação, enquanto Curitiba permaneceu em sexto lugar. Além das três, completa a lista das cidades da região entre as dez mais competitivas do país o município de Blumenau (SC), que saltou oito posições em relação a 2021 e ocupa agora o 10º lugar.

O município da região que apresentou o maior avanço foi Palhoça (SC), que subiu 81 posições e agora está na 116ª colocação. A maior queda, por sua vez, ocorreu com Erechim (RS), caindo 55 posições e indo para a 147ª colocação. A região também se destacou por ter cidades que ocupam as primeiras colocações em pilares como acesso à saúde (Pato Branco, no Paraná), qualidade da saúde (Criciúma, em Santa Catarina), funcionamento da máquina pública (Londrina, no Paraná) e capital humano (Florianópolis).

Em termos de presença entre as últimas colocações no ranking geral, a região não apresenta nenhum município entre os 50 últimos colocados e tem somente um município entre as 100 últimas colocações, que é a cidade de Viamão (RS). Dos 415 municípios do estudo, 70 pertencem ao Sul (16,8% da amostra), sendo a terceira região em número de cidades no ranking. Em relação à última edição, dois novos municípios passaram a compor a lista: Telêmaco Borba (PR) e Caçador (SC).

Florianópolis (SC) é a capital mais competitiva do país e segunda colocada no ranking geral, com grande destaque na dimensão economia (ganhou uma posição e voltou à primeira colocação) e melhorou relativamente nas dimensões instituições (ganhou 29 colocações e agora ocupa a 35ª posição) e principalmente em sociedade (o ganho de 44 posições coloca o município na 72ª colocação).

Todas as cidades foram avaliadas a partir de 65 indicadores, distribuídos em 13 pilares temáticos e 3 dimensões consideradas fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos municípios brasileiros. São eles: sustentabilidade fiscal, funcionamento da máquina pública, acesso à saúde, qualidade da saúde, acesso à educação, qualidade da educação, segurança, saneamento, meio ambiente, inserção econômica, inovação e dinamismo econômico, capital humano e telecomunicações. O levantamento procura demonstrar como a competição no setor público é um elemento fundamental para a promoção da justiça, equidade e desenvolvimento econômico e social dos municípios para garantir serviços públicos de mais qualidade para a população.

Resultados ESG e ODS no Sul
Os dois rankings de sustentabilidade – ODS e ESG – são independentes entre si. Cada um deles traz uma abordagem e, por consequência, uma contribuição diferente para os governos e organizações. O município do Sul com maior destaque no Ranking ESG foi Balneário Camboriú (SC0, que ficou na quarta colocação geral. Na sequência, aparecem Curitiba (5ª), Florianópolis (9ª), Maringá (11ª) e Jaraguá do Sul (14ª). Já no Ranking ODS, Florianópolis é a líder do levantamento, seguida por Porto Alegre (3ª), Balneário Camboriú (5ª), Jaraguá do Sul (9ª) e Curitiba (14ª). 

Pela primeira vez, Florianópolis fica em segundo lugar no Ranking de Competitividade dos Municípios, e Porto Alegre em quarto e Curitiba em sextoSanta Catarina

Autor

Deixe uma resposta